EUA suspendem sanções à UNITA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de maio de 2003 as 13:07, por: cdb

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, ordenou a suspensão de todas as sanções norte-americanas contra a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), anunciou esta quarta-feira a Casa Branca.

A suspensão foi feita através de uma Ordem Executiva do presidente, que declara que a UNITA “já não constitui uma ameaça extraordinária e direta à política externa dos Estados Unidos”.

As sanções norte-americanas contra a UNITA foram impostas pela primeira vez em 1993, durante a presidência de Bill Clinton, que fez uso de uma lei que dá poderes ao presidente para impor sanções económicas em casos específicos de “emergência nacional”.

Essas primeiras sanções proibiram a venda de armas e de produtos petrolíferos ao movimento então liderado por Jonas Savimbi.

Em 1997 e 1998, as sanções foram alargadas por dois novos decretos presidenciais que determinaram o encerramento dos escritórios e o congelamento de bens da UNITA, bem como de alguns responsáveis pelo movimento e seus familiares diretos, nos Estados Unidos.

Em Setembro do ano passado, numa decisão que causou surpresa e críticas por parte de alguns dirigentes do Partido Republicano, o presidente Bush decidiu renovar as sanções.