EUA realizam ataques aéreos na Líbia em operação contra EI

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 12 de agosto de 2016 as 14:33, por: cdb

O Estado Islâmico ganhou uma presença significativa na Líbia após a derrubada derrubada do líder Muammar Gaddafi em 2011

Por Redação, com Sputnik – de Sirte/Beirute:

 

O Comando dos Estados Unidos na África informou que o país realizou cinco ataques aéreos contra membros do Daesh (Estado Islâmico) na cidade líbia de Sirte no âmbito da campanha requisitada pelo governo líbio.

– Esses ataques aéreos atingiram múltiplos alvos, incluindo veículos de terroristas e posições de combates – afirmou o Comando norte-americano em um comunicado para a imprensa.

O Comando dos Estados Unidos na África informou que o país realizou cinco ataques aéreos contra membros do Daesh
O Comando dos Estados Unidos na África informou que o país realizou cinco ataques aéreos contra membros do Daesh

Em 1° de agosto os Estados Unidos começaram uma nova campanha aérea contra o EI com coordenação e pedido do governo da Líbia. De acordo com o Pentágono, a campanha permitirá que o governo líbio faça avanços estratégicos contra posições de grupos terroristas em Sirte.

O Washington Post informou na última quarta-feira que as forças de Operações Especiais dos EUA participaram pela primeira vez em operações terrestres contra o EI na Líbia.

O Estado Islâmico ganhou uma presença significativa na Líbia após a derrubada derrubada do líder Muammar Gaddafi em 2011. O país está mergulhado em uma guerra civil desde 2014.

Militares de Manbij

Segundo informações do Conselho militar de Manbij, a operação de 73 dias para liberar a cidade dos militantes do Estado Islâmico acabou com a liberação completa de Manbij, depois de os jihadistas terem sido expulsos do último quartel ocupado de El Sirip.

Nesta sexta-feira, as unidades do Conselho militar de Manbij iniciaram uma operação para liberar o último quartel da cidade sob controle do Estado Islâmico. Em resultado de violentos combates, as forças do Conselho conseguiram tomar o controle da cidade.

Um dos comandantes das unidades do Conselho militar de Manbij, Ahmet Ibrahim, contou à Sputnik Árabe sobre a liberação dessa cidade estratégica. Segundo ele, agora em Manbij são realizadas atividades para descobrir e neutralizar minas deixadas pelos terroristas.

Segundo as informações obtidas no Conselho, em resultado da operação foram mortos 283 combatentes do Conselho, muitos soldados ficaram feridos. Quanto aos militantes do Daesh, se diz que foram eliminados cerca de 3 mil terroristas.

Manbij é uma cidade síria, com uma população de 80 mil pessoas, que foi tomada pelo EI em 2014. A cidade ocupa uma posição estratégica, ficando à distância de 85 km ao sul de Aleppo, 40 km ao norte de Jarabulus e a 65 km a leste de Kobani.