EUA querem vacinar soldados contra antraz

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de dezembro de 2003 as 01:21, por: cdb

O chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, general Richard Myers, disse que os soldados americanos devem ser vacinados contra o antraz. A declaração foi feita um dia depois de um juiz federal ter proibido o Pentágono de usar os militares como ‘cobaias’.

O general Myers negou que a vacina seja ‘experimental’, como afirmou o juiz.
 
– Esta droga que estamos usando -a vacina- existe há 40 anos – argumentou, acrescentando que a vacinação foi autorizada por responsáveis federais norte-americanos.

– O que podemos fazer para protegê-los é dar esta vacina – disse Richard Myer.

– Isso pode até se tornar uma questão legal, mas do ponto de vista militar é muito importante que tenhamos a capacidade de proteger nossas tropas e permitir que possam fazer seu trabalho – continuou.

O juiz Emmet Sullivan emitiu uma ordem autorizando a ação iniciada por seis funcionários anônimos do departamento de Defesa que garantem que a vacina é uma droga experimental ‘utilizada para um propósito não aprovado’.

Os argumentos do governo americano, que diz entre outras coisas que as operações militares no Iraque e em outros lugares poderão ser prejudicadas se os soldados não continuarem recebendo a vacina, não convenceram Sullivan.

– Os Estados Unidos não podem pedir aos membros de suas forças armadas que também sirvam como cobaias para drogas experimentais – determinou o juiz.