EUA quer que Brasil e Argentina enviem tropas para o Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de setembro de 2003 as 00:45, por: cdb

Os Estados Unidos reconheceram na última terça-feira ter realizado contatos preliminares com o Brasil e a Argentina para que enviem tropas ao Iraque, ainda que fontes diplomáticas digam que isso seria difícil sem uma avaliação da iniciativa por uma nova resolução da Organização das Nações Unidas (ONU).

– Pedimos a vários países, nos aproximamos deles solicitando tropas – disse uma fonte do Departamento de Estado, que pediu sigilo sobre seu nome.

– Sei que o Brasil e Argentina estão nessa lista – revelou.

 Os contatos são muito preliminares.

A Casa Branca quer que mais países dividam o custo da reconstrução e pacificação do Iraque, que está consumindo mais vidas e recursos do que o esperado.

Até agora uma coalizão de 29 países enviou 29 mil pessoas, tanto tropas como integrantes de missões humanitárias, segundo o Departamento de Estado. Na América Latina, República Dominicana, El Salvador, Honduras e Nicarágua atenderam ao pedido dos EUA.
 
Para que mais países possam enviar tropas, a administração de George W. Bush negocia uma nova resolução no Conselho de Segurança da ONU, apesar das diferenças sobre quem ficaria no comando das tropas internacionais e sobre o alcance de uma eventual força de paz da ONU.

O Chile e o México integram pela América Latina o Conselho de Segurança. O embaixador chileno, Heraldo Muñoz, disse ser difícil um país enviar tropas sem o aval da ONU.
 
– Em todo esse tempo, quando não há uma nova resolução, nenhum país latino-americano sequer cogitou a idéia de participar –  afirmou.