EUA podem estar muito perto de isolar Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 7 de abril de 2003 as 02:09, por: cdb

Representantes do Exército americano afirmaram que suas forças estão muito perto de isolar Bagdá.

As tropas estão controlando um semi-círculo que vai da área onde o rio Tigre entra na cidade, pelo norte, até a região onde ele deixa a capital iraquiana, pelo sul.

“Estamos quase lá”, disse à agência de notícias Reuters o coronel Will Grimsley, da 3ª Divisão de Infantaria.

A ofensiva aérea sobre a capital iraquiana continua: seis explosões atingiram os subúrbios do sul nas primeiras horas desta segunda-feira.

Resistência iraquiana

O correspondente da BBC, Paul Wood, que está em Bagdá, afirmou que o ar foi cortado pelo som de foguetes iraquianos disparados do centro da cidade. Uma resposta aos aviões americanos, que sobrevoaram o local em uma altura mais baixa do que nunca.

Segundo a agência de notícias Reuters, explosões atingiram a área residencial de Zayouneh, perto de um dos prédios do Comitê Olímpico Iraquiano, comandado pelo filho de Saddam Hussein, Uday.

Há relatos de que foram lançados morteiros sobre a área de Saadun, no coração da capital iraquiana.

A agência de notícias France Presse afirmou que também foram ouvidas trocas de tiros de metralhadoras e explosões no sul da capital.

O Comando Central americano, baseado no Catar, disse que está implementando uma nova estratégia de ataque aéreo sobre Bagdá, no sentido de proteger novas incursões das tropas em solo.

A Cruz Vermelha disse que o número de feridos chegando aos hospitais é tanto que eles perderam a contagem oficial.

Na periferia a oeste da cidade, as unidades americanas sofreram uma intensa resistência.

Outro correspondente da BBC, que acompanha as tropas, afirmou ter visto tanques iraquianos completamente carbonizados, além de corpos de soldados iraquianos. As ruas de Bagdá estão desertas e foi declarado um toque de recolher.

Um porta-voz da 3ª Divisão de Infantaria afirmou que os iraquianos perderam 23 tanques, 22 peças de artilharia e 30 caminhões armados.

Mais cedo, no domingo, comandantes militares dos EUA disseram a agências de notícias que eles estariam a caminho de controlar todas as vias principais que levam a Bagdá.

Ataques americanos teriam atingido várias áreas da cidade e acredita-se que dezenas de bombas-morteiro de curto-alcance foram lançadas contra o centro da cidade, pela primeira vez desde a guerra começou.

Karbala

Os militares americanos anunciaram ter tomado o controle da cidade de Karbala, 80 quilômetros ao sul de Bagdá.

Eles afirmaram que as tropas americanas mataram cerca de 400 soldados iraquianos durante dois dias de um intenso combate homem a homem na cidade.

Um soldado dos Estados Unidos morreu e oito ficaram feridos, segundo as autoridades.