EUA libertam 20 de Guantánamo e enviam mais 20 para o local

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de novembro de 2003 as 17:23, por: cdb

Os Estados Unidos libertaram 20 prisioneiros da base militar de Guantánamo e enviou outros 20 para o local, onde estão confinados suspeitos de terrorismo, a maioria presos no Afeganistão.

Nesta segunda-feira, o Pentágono anunciou que, há três dias, 20 prisioneiros foram enviados a seus países de origem e que, no domingo, 20 novos suspeitos chegaram à base, onde vivem cerca de 660 detentos.

— A liderança do Departamento de Defesa, em consultas com outras autoridades do governo dos Estados Unidos, determinou que esses detentos ou não mais representavam uma ameaça à segurança americana ou não mais precisavam de detenção pelos Estados Unidos — disse o Pentágono, em um comunicado.

Nenhuma acusação formal foi feita contra qualquer dos detentos em Guantánamo. O Pentágono diz que os presos são suspeitos de integrar a rede terrorista Al-Qaeda, de Osama bin Laden, ou o regime talibã, que governava o Afeganistão antes da guerra.

Grupos de defesa dos direitos humanos tem criticado Washington por sustentar as detenções por tanto tempo, sem acusação formal.