EUA lamentam posição da Coréia do Norte sobre acordo nuclear

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 13 de maio de 2003 as 17:48, por: cdb

Os Estados Unidos qualificaram como um “passo lamentável” a decisão da Coréia do Norte de anular um acordo antinuclear com a Coréia do Sul.

Na véspera da reunião entre o presidente americano George W. Bush com seu colega sul-coreano Roh Moo-Hyun, o Estado comunista declarou o acordo de 1992 um “documento morto” e culpou Washington por esta anulação.

Porém, o porta-voz do Departamento de Estado americano, Philip Reeker, disse que esta decisão é um “passo lamentável, acreditamos que numa direção equivocada”.

– Urgimos a Coréia do Norte a abandonar, de maneira verificável e irreversível, seu programa de armas nucleares -, disse.

O acordo era a última restrição imposta às ambições nucleares da Coréia do Norte, depois que o regime stalinista se retirou do Tratado de Não Proliferação Nuclear e abandonou em 1994 o pacto de controle de armas com Washington.

No mês passado, a China advertiu a Coréia do Norte que manter seu programa de armas nucleares abriria uma brecha no acordo entre as duas Coréias, enquanto a Coréia do Sul ressaltou que Pyongyang ainda deve respeitar o acordo.