EUA já possuem 1 milhão de pessoas em situação de pobreza

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 26 de setembro de 2002 as 00:20, por: cdb

A depressão econômica nos Estados Unidos levou a um crescimento do número de pobres vivendo no país mais rico do mundo. É o primeiro aumento deste tipo nos últimos oito anos.

Novos dados do censo americano mostram que o índice de pobreza no país subiu para 11,7% em 2001, comparado a 11,3% em 2000.

O número de pessoas na pobreza aumentou em 1,3 milhão, totalizando 32,9 milhões.

A quantidade de pobres nos Estados Unidos, no entanto, ainda está abaixo dos índices da década de 80, quando cerca de 15% da população americana era oficialmente considerada pobre.

Negros e hispânicos

Os índices de pobreza entre negros e hispânicos continuam sendo os mais baixos historicamente, com 22,7% de domicílios negros e 21,4% de hispânicos classificados como pobres.

O número de negros e hispânicos pobres, porém, é duas vezes maior do que o de brancos e asiáticos.

Outras pesquisas feitas pelo Instituto de Política Econômica, usando dados diferentes, indicam que ganhos históricos podem ser perdidos por causa da recessão atual.

Durante o boom econômico dos anos 90 houve um aumento no número de bons empregos entre trabalhadores negros e hispânicos.

Os pesquisadores dizem que a renda destas famílias está caindo rápidamente, à medida em que a recessão provoca mais desemprego.