EUA estão a 10 quilômetros de Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de abril de 2003 as 09:14, por: cdb

Forças americanas dizem estar se preparando para um confronto severo com a Guarda Republicana do Iraque nos arredores de Bagdá.

Aviões espiões dos Estados Unidos teriam registrado a movimentação da tropa de elite de Saddam Hussein para o sul da capital iraquiana num esforço de bloquear o avanço dos Estados Unidos.

Segundo os militares americanos, parte de suas tropas estão se posicionando ao redor do aeroporto internacional de Bagdá. O aeroporto fica a 20 quilômetros da cidade.

A mesma fonte informa que, em outros pontos ao redor de Bagdá, há tropas americanas a 10 quilômetros de distância da capital.

Veículos blindados

Em uma outra frente de batatha, jornalistas ocidentais dizem ter visto centenas de veículos blindados atravessando uma das pontes tomadas pelas forças americanas sobre o rio Eufrates.

Essas tropas também estão avançando na direção de Bagdá, mas por uma via diferente da tomada pelos soldados que já estão cercando a parte oeste da capital.

As forças que estão avançando pelo Eufrates teriam encontrado resistência da Guarda Republicana do Iraque durante a madrugada.

Um oficial de infantaria dos Estados Unidos disse a um jornalista que cerca de 500 soldados das tropas iraquianas foram mortos quando tentavam recuperar uma ponte estratégica sobre o Eufrates, a 30 quilômetros ao sul de Bagdá.

Baixas americanas

Apesar dos reveses que os iraquianos estão enfrentando no campo de batalha, um correspondente da BBC em Bagdá diz que o moral dos iraquianos na cidade subiu após dois acidentes fatais envolvendo as forças americanas.

O Pentágono confirmou a queda de um helicóptero americano modelo Black Hawk, com pelo menos seis pessoas a bordo que foi abatido nas proximidades da cidade de Karbala.

As forças dos Estados Unidos também tiveram um avião de caça do tipo F/A-18 Hornet derrubado no Iraque.

Estima-se que pelo menos sete soldados americanos tenham morrido nos dois incidentes.

A TV iraquiana tem mostrado as cenas do que se acredita ser um desses acidentes.