EUA enviam representante de segundo escalão à posse de Kirchner

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 23 de maio de 2003 as 11:39, por: cdb

No domingo, quando Néstor Kirchner assumir a presidência argentina, terá como platéia um grupo de 14 presidentes latino-americanos e o príncipe herdeiro da coroa espanhola. Também estará com eles o secretário do Departamento de Habitação dos EUA, Mel Martínez.

Embora ostente o título de secretário (equivalente nos EUA ao de ministro), na Argentina, Martínez está sendo considerado como um funcionário de segundo escalão.

O governo dos EUA argumentou que o envio desse funcionário americano nascido em Cuba deve-se ao fato de ser “o latino com o posto mais alto” na administração de George W. Bush.

O motivo do envio de Martínez seria a série de declarações de Kirchener deixando claro que os EUA não são uma prioridade no momento para a Argentina, ressaltando que “as relações carnais com os EUA estão terminadas”.

A posse de Kirchner será um encontro de uma série de presidentes latino-americanos de posições que vão do populismo, passando pela centro-esquerda à esquerda, que de forma geral, não são “admiradores” do american way of life.

Estarão em Buenos Aires presidentes como Lucio Gutiérrez, do Equador; Hugo Chávez, da Venezuela; Alejandro Toledo, do Peru; Ricardo Lagos, do Chile, além do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, tudo indica, será a estrela da posse.