EUA enviam militares para reforçar a segurança de Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de abril de 2003 as 08:59, por: cdb

Os Estados Unidos estão enviando reforços militares para ajudar a garantir a segurança em Bagdá, anunciou nesta terça-feira o general Glenn Webster, vice-comandante das forças norte-americanas no Iraque.

Entre três mil e quatro mil soldados e policiais militares são esperados na capital nos próximos sete a 10 dias, disse o general.

Os EUA já têm 12 mil soldados em Bagdá e 150 mil por todo o Iraque. Webster declarou que a decisão de enviar reforços não se deve a nenhum incidente específico.

As forças norte-americanas já restabeleceram um pouco de calma em Bagdá, depois de uma onda de saques e de violência que se seguiu à queda do regime de Saddam Hussein, mas continuam a enfrentar bolsões de resistência em algumas áreas da cidade.

“A força anglo-americana é a única autoridade no Iraque, no momento, e o nosso objetivo é dar segurança e estabilidade ao país para que a população do Iraque possa eleger seus próprios líderes”, disse Webster.

O general acrescentou que a administração interina dos EUA em Bagdá está tentando persuadir ex-policiais iraquianos a voltar ao trabalho.