EUA entregam soberania ao Iraque em junho de 2004

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 15 de novembro de 2003 as 13:37, por: cdb

Os Estados Unidos decidiram devolver a soberania aos iraquianos no próximo mês de junho, antes da redação de uma nova Constituição. O administrador civil americano do Iraque, Paul Bremer, disse aos membros do Conselho de Governo provisório iraquiano que a Casa Branca aceitou um plano neste sentido. A decisão diverge da atual política de Washington.

Os Estados Unidos insistiam na entrega da soberania só após a redação de uma nova Constituição e a realização de eleições no Iraque. “Isto será bom para todos”, disse um dos membros do Conselho, Ahmad Chalabi, após a reunião com Bremer. “Teremos os americanos aqui, mas passarão de tropas ocupantes a uma força convidada pelo governo iraquiano”.

Bremer, de volta a Bagdá após uma viagem a Washington, apresentou aos líderes tribais iraquianos as principais linhas da nova estratégia norte-americana para organizar a transferência do poder. Esta estratégia, que Bremer discutiu com Bush durante a semana em Washington, ainda não foi oficialmente divulgada.

Conforme a rede de televisão ABC, pelo novo plano o atual Conselho de Governo transitório deverá redigir rapidamente uma carta de direitos e estabelecer um cronograma para a formação de um governo de transição e a convocação de eleições.

Bremer também propôs que os chefes tribais das 18 províncias iraquianas se reúnam na próxima primavera (boreal) para escolher os delegados que formarão a assembléia encarregada de eleger o governo de transição, até o verão de 2004, que assumirá o controle do país.

A redação de uma nova Constituição iraquiana e eleições gerais deverão ser realizadas no prazo máximo de dois anos. O administrador norte-americano publicará formalmente os detalhes da nova proposta em breve.