EUA bombardeiam bairro na periferia de Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 3 de janeiro de 2004 as 10:33, por: cdb

O Exército americano bombardeou locais no extremo sul da cidade de Bagdá durante a noite, visando insurgentes que haviam lançado ataques de morteiro e foguete, horas depois de um helicóptero ter sido abatido a oeste da capital.

Pouco depois da queda do aparelho, que causou a morte de um soldado, os militares disseram que rebeldes, disfarçados de jornalistas, dispararam armas de assalto e granadas propelidas a foguete contra os soldados que protegiam os destroços. A situação é confusa, porém, pois a agência inglesa de notícias Reuters disse que uma equipe de seus jornalistas foi alvo de tiros disparados pelos americanos, e que três acabaram presos.

Em Bagdá, um porta-voz militar disse que o fogo de artilharia contra o bairro de Doura foi parte da operação Punho de Ferro, com o objetivo de erradicar a resistência. Moradores da área disseram que o bombardeio parecia ter como alvo campos no bairro.

Na sexta-feira, centenas de muçulmanos furiosos protestaram contra uma batida feita por militares americanos na mesquita Ibn Taymiyyah. Segundo as forças de ocupação, na mesquita foram apreendidos explosivos, armas, munições e capturadas 32 pessoas, supostamente estrangeiros.