EUA aumentam nível de alerta contra o terror

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 21 de dezembro de 2003 as 21:23, por: cdb

Diante de diversos avisos divulgados pelos serviços de inteligência sobre perigo de atentados durante as festas de fim de ano, o governo americano elevou neste domingo o nível de alerta contra terrorismo nos Estados Unidos de amarelo para laranja, ficando apenas um grau abaixo do vermelho, o nível de perigo máximo. Os níveis de alerta no país são cinco: azul (sem nenhum risco), verde, amarelo, laranja e vermelho.

– Houve um aumento substancial de informações sobre possíveis atentados – disse o secretário de Segurança Interna, Tom Ridge. “Os indicadores estratégicos, inclusive o continuado propósito da Al-Qaeda (rede terrorista do milionário saudita Osama bin Laden) de atacar nosso país, estão hoje, provavelmente, mais ameaçadores do que em qualquer outro momento desde 11 de setembro de 2001.”

Ridge insistiu em que o terror planeja lançar um ataque aos Estados Unidos igual ou pior aos que deixaram quase 3.000 mortos no World Trade Center e no Pentágono.

A decisão do governo americano ocorre um dia depois da divulgação pela Al-Jazira, rede de televisão do Catar, de um vídeo supostamente de Ayman Zawahiri, lugar-tenente de Bin Laden no qual ele classifica a ocupação do Iraque pelas forças anglo-americanas de “cruzada contra o Islã” e ameaça atacar interesses americanos dentro e fora dos Estados Unidos.

A CIA (Agência Central de Inteligência) analisou a gravação e deu como “muito provável” que a voz seja mesmo do número 2 da Al-Qaeda.

O chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, general Richard Myers, não escondia sua preocupação com as novas ameaças terroristas. “A partir das informações que recolhemos provenientes da Al-Qaeda, não há nenhuma dúvida que estejam empenhados em perturbar nossa vida”, destacou o general.

Na sexta-feira, a rede de televisão americana ABC destacara que os serviços de inteligência tinham informações sobre ameaças de atentados contra Nova York, Los Angeles e Washington.