EUA alcançam limite permitido da dívida pública

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 20 de fevereiro de 2003 as 20:08, por: cdb

O Governo dos Estados Unidos alcançará hoje, quinta-feira, o limite de endividamento público permitido, de 6,4 trilhões de dólares, e terá que recorrer ao fundo de pensões para evitar a falta de pagamento da dívida nacional.

Em uma carta enviada ontem ao Congresso e divulgada hoje, o secretário do Tesouro, John Snow, advertiu que o Governo chegaria hoje a seu teto de endividamento e precisaria utilizar parte de um fundo de pensões de 48 bilhões de dólares.

Ao descrever essa situação e a possibilidade de uma guerra contra o Iraque, Snow pediu ao Congresso que aumentasse imediatamente o limite de endividamento, para “manter a fé e o crédito do Governo dos EUA, especialmente nestes tempos críticos”.

O secretário do Tesouro insistiu ao Congresso que aumentasse o limite da dívida nacional “assim que for possível, para evitar repercussões negativas aqui e no exterior”.

Após um extenso debate, o Congresso aumentou o teto da dívida em junho do ano passado, de 5,95 trilhões de dólares para seu nível atual.

A questão dos limites da dívida nacional polariza novamente republicanos e democratas, que divergem sobre as prioridades mais urgentes do país.

Um grupo de deputados democratas prometeu bloquear qualquer esforço de dar ao Governo o aval para elevar o limite da dívida se os republicanos não se comprometerem a buscar soluções ao problema do déficit fiscal.