Estudo revela aumento de público para cinema nacional

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 23 de janeiro de 2008 as 21:25, por: cdb

Um estudo inédito realizado pelo Fórum de Festivais e pelo Instituto Brasileiro de Estudos de Festivais Audiovisuais (Ibefest) revelou que a popularidade do cinema brasileiro vem aumentando. O Diagnóstico Setorial 2007/Indicadores 2006 dos Festivais Audiovisuais mostrou que, só em em 2006, as produções nacionais reuniram público de 2.209.559 de pessoas nos festivais. No mesmo ano, mais de 9 milhões de brasileiros visitaram as salas de cinema para assistir a filmes nacionais.

De acordo com a pesquisa, o número de festivais de cinema também cresceu no país, passando de 44, em 2000, para 132 em 2006, o que significa aumento médio de 19,82% por ano. Roraima e Acre foram os únicos estados que não organizaram festivais nesse período. O diagnóstico informou também que a Região Sudeste concentra a maioria dos eventos: 51%.

Segundo o coordenador geral do estudo, Antônio Leal, somente 8% dos 5.500 municípios brasileiros têm salas comerciais de cinema. Em algumas cidades, a população só têm acesso às produções através dos festivais de cinema.

— Precisamos compreender que existe no país grande carência de espaços para exibição dos filmes brasileiros. Temos um parque exibidor ainda pequeno, o que dificulta o contato entre o cinema brasileiro e a sociedade —, afirmou Leal.

O estudo constatou que, apesar do maior número de eventos estar concentrado na Região Sudeste, outras regiões do país apresentam festivais consolidados, com anos (e até décadas) de realização contínua, e com enorme capacidade para alavancar negócios e parcerias com base no seu potencial artístico-cultural.

Antônio Leal ressaltou que os festivais de cinema começaram a ganhar espaço, aproximando a sociedade e a cinematografia nacional.

— Isso é muito importante porque, assim, reduzimos a exclusão audiovisual no país. Vale lembrar que os festivais não são apenas plataformas de exibição de filmes. Ali acontece um processo de discussão e reflexão —, disse.

Ainda de acordo com o diagnóstico, a realização de festivais movimentou, em todo o país, em 2006, R$ 59.976.403,00, com captação de recursos, parcerias, apoios, bens e serviços. Também foram gerados quase 6 mil empregos diretos durante o ano, com média de 45,31 contratações por evento.