Estados Unidos e União Européia criticam Israel pelo bombardeio de Gaza.

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de julho de 2002 as 08:29, por: cdb

Uma onda de protestos varreu o mundo, depois que o Primeiro Ministro de Israel, Sharon, congratulou-se com as Forças Armadas pelo bombardeio de Gaza, que matou 15 pessoas e feriu l50.
O chefe da política Externa da União Européia, Javier Solana disse que condena veementemente a morte de civis inocentes.
Em Washinghton, um porta-voz do governo Bush afirmou que o ataque “foi desastrado e não contribuiu para a paz”.
Também no próprio gabinete de Sharon houve quem não concordasse com o ataque.A filha de Itzak Rubin renunciou ao Ministério declarando que Sharon estava destruindo a paz tão arduamente conquistada por seu pai