Estados Unidos deve iniciar invasão por terra neste domingo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 9 de outubro de 2001 as 14:46, por: cdb

O “Post” afirma, na edição desta terça-feira, no entanto, que o deslocamento das forças adicionais não é um prelúdio de um ataque convencional em larga escala contra o Afeganistão, mas “uma aproximação para uma guerra nada convencional”. De acordo com o jornal, a presença destes soldados dará mais flexibilidade aos estrategistas, à medida que eles planejam suas opções, disseram as fontes.

– As tropas começarão a partir, não porque temos um plano claro e definido. Queremos nos posicionar para termos uma grande gama de opções – disse um funcionário do Departamento de Defesa dos EUA, citado pelo “Post”.

As tropas adicionais são apenas uma fração do número enviado, em 1991, para a Guerra do Golfo Pérsico, afirma o “Washington Post”. Eles poderiam fazer tudo, desde impulsionar as defesas da fronteira com o Uzbequistão até voar temporariamente ao Afeganistão para ter uma visão aérea. Ao ser perguntado se o Pentágono está considerando ataques terrestres de larga escala naquele país, um dos funcionários disse que nada poderia ser descartado.

Um outro funcionário teria dito ao jornal que o movimento de tropas terrestres também tem a intenção de reforçar a mensagem de que o governo americano está determinado a levar a cabo uma campanha de longo prazo e em larga escala contra o terrorismo.

Os ataques aéreos devem durar de três a cinco dias e o objetivo é punir o governo Talibã, minando seu poder e destruindo a rede terrorista dentro do país. Segundo os funcionários, o movimento começará com o deslocamento de cerca de mil soldados da décima divisão Armada Montanha, que se unirão aos outros mil soldados já na Ásia Central. Tropas adicionais serão deslocadas dos EUA, mas alguns ainda serão enviados às missões de forças de paz na Bósnia e Kosovo.

Por sua vez, o secretário de Defesa da Grã-Bretanha, Geoff Hoon, afirmou nesta terça-feira que ainda não está decidido se devem ser eviadas tropas terrestres ao Afeganistão. Falando em Moscou depois de ter se encontrado com seu colega russo, Sergei Ivanov, o secretário disse que uma operação com tropas terrestres depois dos bombardeios aéreos que começaram no domingo, é apenas uma das opções que estão sendo analisadas.

– No que concerne a operações com tropas terrestres, estamos nos preparando para estar prontos se decidirmos que essa é a opção. Mas é apenas uma das opções. Não decidimos nada sobre uma possível campanha por terra. Estamos apenas na primeira etapa de nossa campanha militar – afirmou.