Estados Unidos descarta reunião formal com a Coréia do Norte

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 28 de agosto de 2003 as 00:09, por: cdb

Os Estados Unidos descartaram, nesta quinta-feira (horário local), a possibilidade de realizar uma reunião formal com a Coréia do Norte sobre o arsenal nuclear do país asiático durante um encontro de três dias na China, que tem como objetivo pôr fim à crise nuclear norte-coreana.
 
– O secretário-assistente (de Estado norte-americano, James) Kelly, teve uma conversa informal com representantes da Coréia do Norte ao final do dia. Mas não haverá encontro bilateral separado e formal com os norte-coreanos  – disse a porta-voz da embaixada dos EUA em Pequim.
 
Rússia, Japão, Coréia do Sul e China – além dos Estados Unidos e da Coréia do Norte – discutem a crise nuclear envolvendo o governo de Pyongyang.
 
Ainda não havia sinal de progressos nas negociações. Ao final do primeiro dia do encontro de cúpula, a Rússia, que como a China é aliada tradicional da Coréia do Norte, falava em impasse.

– Até agora, os países apresentaram várias exigências preliminares, o que está bloqueando o avanço dessas negociações – disse o vice-ministro russo das Relações Exteriores, Alexander Losyukov, segundo a agência de notícias Itar-Tass.

A China, por sua vez, apresentou uma visão mais positiva sobre o primeiro dia de negociações, que considerou um sucesso.
 
– Ouvi dizerem que as conversas desta manhã e desta tarde foram bastante promissoras – afirmou o ministro chinês das Relações Exteriores, Li Zhaoxing.

A China pediu moderação às vésperas do encontro em Pequim.
 
Antes do início dos três dias de negociações, os representantes dos seis países protagonizaram um aperto de mãos conjunto.