Esquerda pode vencer eleições no primeiro turno no Uruguai

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 8 de outubro de 2004 as 09:19, por: cdb

A coalizão de esquerda no Uruguai vem conseguindo apoio e pode sair vitoriosa nas próximas eleições presidenciais sem ter de disputar uma segunda etapa da votação, mostraram, pela primeira vez, pesquisas divulgadas nesta quinta-feira.

O candidato favorito Tabare Vazquez, que lidera a coalizão esquerdista aparece com entre 48 e 52 por cento das intenções de voto no pleito marcado para o dia 31 de outubro. Vazquez precisa de 50% dos votos mais um para evitar o segundo turno.

Se ele vencer, será o primeiro presidente de esquerda da história do Uruguai. O apoio à esquerda no país vem crescendo em meio a pior situação econômica já vivida pelos uruguaios.
As pesquisas mostraram que o Partido Nacional, de centro-direita, está na casa dos 31% da preferência do eleitorado, enquanto o governista Partido Colorado, tem somente 9%.

Os pesquisadores detectaram ainda que entre 5 e 8 por cento dos eleitores estão indecisos.
Se houver segundo turno, analistas dizem que é possível uma derrota da esquerda como ocorreu em 1999, quando os partidos de centro-direita uniram forças e ajudaram a eleger o atual presidente Jorge Battle.