ESQUERDA MARCHA CONTRA CORREA NA CAPITAL EQUATORIANA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de março de 2012 as 09:12, por: cdb

QUITO, 9 MAR (ANSA) – Organizações oposicionista de esquerda do Equador protestaram em Quito contra medidas promovidas pelo governo de Rafael Correa, que mais cedo recebeu manifestações de apoio na mesma cidade.
   
Membros da União Nacional de Educadores (UNE) — que é ligada ao Movimento Popular Democrático (MPD) –, entre outros sindicatos e movimentos políticos, se concentraram no tradicional parque El Ejido e de lá seguiram até a Assembleia Nacional.
   
Os professores entregaram mais de 75 mil assinaturas para apoiar um projeto de reformas educativas que, entre outros pontos, busca restabelecer a jornada semanal de 40 horas.
   
Os manifestantes insistiram em negar que pretendam “desestabilizar” o governo, como afirmou o mandatário recentemente, que classificou a convocatória como “fracasso”.
   
O ex-presidente da Assembleia e ex-colaborador do presidente, Alberto Acosta, disse que o grupo vê “com preocupação que quem está desestabilizando a institucionalidade democrática é o governo do presidente Correa, porque traiu os princípios básicos da revolução”. (ANSA)