Espanhóis estão menos preocupados com terrorismo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 26 de setembro de 2004 as 09:56, por: cdb

Seis meses depois dos atentados de 11 de março em Madri, o terrorismo passou a um segundo plano na lista de preocupações dos espanhóis (35,6%), atrás do desemprego (52,2%), segundo uma pesquisa publicada neste domingo pelo jornal El País.

Em abril, imediatamente após os atentados a bomba realizados por fundamentalistas islâmicos em trens nos subúrbios de Madri, que deixaram 191 mortos e 1.900 feridos, o terrorismo em geral era a primeira preocupação de 60,9% dos espanhóis.

O terrorismo (basco ou fundamentalista religioso) ocupa agora a segunda posição (35,6%), de acordo com a pesquisa do instituto Opina, que consultou mil pessoas.

O terrorismo de origem islâmica ocupa o quarto lugar (29,1%), atrás da imigração (30,7%), que só preocupava 11,5% dos consultados em abril.
O desemprego, que afeta 11% da população ativa espanhola, é a maior preocupação da maioria dos espanhóis (52,2%).

A situação econômica está na quinta e última posição (20,1%).