Espanha está com o povo do Iraque, diz chanceler

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de novembro de 2003 as 11:25, por: cdb

A ministra espanhola dos Assuntos Exteriores, Ana Palacio, declarou neste domingo, em Bagdá, que sua presença neste país é para “apoiar o povo, o Governo e as instituições do Iraque”, em uma entrevista coletiva junto com seu colega iraquiano,Hoshyar Zubair.

As instituições iraquianas – reestruturadas pelos administradores americanos – “encarnam neste período de transição a soberania do Iraque”, disse a ministra, que acrescentou ainda interpretar assim “a linguagem das resoluções da ONU”.

A chefe da diplomacia espanhola acredita que a nova chancelaria espanhola na capital iraquiana será operacional “em um futuro muito próximo” e acrescentou que a Espanha “tentará ter maior presença em Bagdá”, em referência à última redução do pessoal espanhol no país.

A ministra pediu ao seu homólogo iraquiano ajuda para conseguir acabar o mais rápido possível as obras do novo edifício da embaixada, que “será uma grande chancelaria”, escolhida pelo Governo por reunir melhores condições de segurança que a anterior.

Em relação à onda de atentados que pode dificultar a reconstrução do Iraque, Palacio respondeu que “os terroristas nunca conseguirão seus objetivos” e se mostrou convencida de que “os terroristas, entre os quais estão os saudosistas do regime deposto, querem apenas criar o caos”.

Hoshyar Zubair, por sua vez, agradeceu ao Governo espanhol e acrescentou que a recente Conferência de Doadores realizada em Madri “foi um sucesso e foi muito importante, porque significa que o Iraque não está sozinho”.

A ministra, que visitou ontem à noite as tropas espanholas instaladas em Diwaniya, no sul do Iraque, deve se reunir no início da tarde com o chefe da Administração Provisória e governador interino no país árabe, o americano Paul Bremer.