Epidemia da Sars vai acabar, diz perito russo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 26 de abril de 2003 as 16:47, por: cdb

A pneumonia atípica, que está a causar tanto pânico no mundo, irá acabar em breve, de acordo com Oleg Kiselev, Director do Instituto de Pesquisa sobre Gripe, da Academia de Ciências Médicas da Federação Russa.

Kiselev afirmou que a Sars chegou a um ponto em que o número de vítimas aumenta e a geografia da sua proliferação alastra. Porém, o crescimento e as taxas de alastramento desta doença estão relativamente baixas, disse o perito russo.

“Nem se compara a uma epidemia normal de gripe”, considera Oleg Kiselev, que acrescentou que “esta infecção pode ser controlada” baseando a sua afirmação no facto que comparado com a taxa de crescimento geográfico, a taxa de mortalidade não está a disparar. Ele citou o fato que os 38 casos de Sars nos Estados Unidos da América terem sido tratados com êxito sem mortalidade.

Dr. Kiselev considera que o segredo para eliminar esta ameaça reside num sistema de diagnóstico rápido e efetivo, a voluntariedade dos doentes a se proferirem aos serviços de saúde, um tratamento adequado durante a primeira fase da doença e a competência do Serviço de Observação.