Entrega de pães em casa e no escritório gera bons negócios no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 27 de agosto de 2014 as 13:03, por: cdb
Segundo Andrea, a Pãozinho em Casa está visando ampliar a entrega com outros tipos de pães
Segundo Andrea, a Pãozinho em Casa está visando ampliar a entrega com outros tipos de pães

Quando as ideias parecem pulsar a ponto de gerarem uma novidade, todos querem buscar algo diferenciado, novo e, que muitas vezes, pode estar em nossa volta. Isso não significa é ganhar dinheiro ou tampouco ter sucesso, já que uma boa ideia esbarra na sua utilidade. É quando ninguém espera que uma situação simples se transforme em um serviço para sociedade.

Foi pegando o gancho da simplicidade que Andrea Magalhães, 35 anos, fundadora do Pãozinho em Casa – plataforma digital de entrega de pães, por modelo de assinatura semanal, quinzenal ou mensal – imaginou a necessidade deste serviço. A empreendedora conta como obteve esse insight:  “A ideia surgiu quando eu estava recém-casada e não havia nada similar. É ai que vejo esta situação realmente nova, apesar de simples”,  afirma a carioca que iniciou a empresa na Tijuca e adjacências, com previsão de expansão para novos bairros a cada dois ou três meses, conforme já vem acontecendo.

Um dos contemplados com a expansão dos serviços é o Centro do Rio, local chave para qualquer empresa que quer, de fato, ser grande. E, dentro desse cenário, as pessoas simplesmente vão descobrindo o serviço. A médica Aline Sampaio, 30 anos, moradora da Tijuca é uma cliente fascinada: “Eu sempre tive quem trouxesse pães na época em que morava com meus pais, mas após me casar, eu sentia falta, principalmente pelo meu horário tão certinho. O Pãozinho em Casa me proporciona a possibilidade de um café da manhã com meu marido, antes do trabalho e em casa.”.

Esse encantamento provocado pela novidade é o que impulsiona! Segundo Andrea, a Pãozinho em Casa está visando ampliar a entrega com outros tipos de pães, como brioches, croissants e integrais. Mas sem perder o charme do pão francês. Também empreendedora e sócia, Flávia Lemos, prevê triplicar os lucros em 2015, bem como fazer da marca uma franquia.

Como todo negócio, existe riscos durante o processo e algumas adaptações. Mas sem dúvida, é uma inspiração para quem tem uma boa ideia e não sabe se vale à pena tirar do papel. Negócios que surgem na internet são extremamente mais viáveis e tornam os investimentos bastante menores. Dessa forma, faça estudos de viabilidade e de mercado e o mais importante, não tenha medo do sucesso, arrisque!

Link: http://www.paozinhoemcasa.com.br