Encontro reúne boas experiências de hortas escolares

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 23 de março de 2010 as 14:24, por: cdb

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) realiza até o dia 25 , em Natal (RN), o 3º Encontro Nacional do Projeto Educando com a Horta Escolar. O principal objetivo do evento é fazer um balanço das realizações e socializar as experiências bem sucedidas das cidades que participaram do projeto em 2009.

Também será debatida a sustentabilidade da ação nos 60 municípios que a implantaram, procurando aumentar o envolvimento dos gestores públicos em sua execução.

– Depois de receber formação em pólos regionais e material didático de apoio, esses municípios implantaram hortas, estão desenvolvendo o projeto em escolas e melhorando a qualidade da aprendizagem dos alunos –, afirma Najla Veloso, coordenadora nacional do projeto.

 A partir de agora, os municípios devem buscar parcerias com outras instituições e com a própria comunidade para continuar o programa.

 Conscientização sobre o meio ambiente, mudança de hábitos alimentares e aprendizagem interdisciplinar. Esses são os eixos principais do Horta Escolar, projeto voltado para alunos do ensino fundamental da rede pública.

A ação é uma parceria entre o FNDE e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e consiste na formação de hortas em escolas e no aprendizado interdisciplinar a partir dela.

A montagem dos canteiros, por exemplo, é uma oportunidade para que os professores repassem conteúdo de diferentes disciplinas para os estudantes. Como os canteiros são normalmente cercados com garrafas PET ou pneus, os alunos aprendem sobre decomposição de materiais e a importância da preservação do meio ambiente.

As crianças também fazem cálculos de área e volume dos canteiros, aprendendo matemática na prática e de forma lúdica, e aprendem disciplinas como ciências, português e educação artística a partir da horta que ajudaram a plantar. As lições sobre nutrição mudam os hábitos alimentares dos alunos e influenciam suas famílias, que passam a aproveitar os novos conhecimentos nas refeições diárias.