Encontrado pássaro considerado extinto há 153 anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 26 de dezembro de 2003 as 10:17, por: cdb

Dois ornitólogos britânicos afirmam ter visto na Nova Zelândia um pássaro que se acreditava estar extinto há 153 anos.O pássaro, a ave-das-tempestades da Nova Zelândia (Oceanites maorianus), teria sido visto e fotografado perto da costa da Ilha Norte da Nova Zelândia em novembro.

Em janeiro, surgiu a informação de que a ave teria sido vista. Contudo, uma fotografia que foi tirada do pássaro suspeito na ocasião foi considerada “questionável” por especialistas.

Mas, agora, os ornitólogos que viram a suposta ave-das-tempestades dizem não ter dúvida de que se trata do animal visto pela última vez em 1850.

Ratos

As duas testemunhas do pássaro são Bryan Thomas, um fotógrafo profissional, e seu amigo Bob Flood, um escritor.Eles foram à Nova Zelândia para escrever um artigo para um site voltado para ornitólogos, o Swarovski Birding.

– Nós estávamos em um pequeno barco perto da Ilha Little Barrier, não longe de Auckland, no dia 17 de novembro. Foi quando vimos entre 20 e 30 aves-da-tempestade – disse.

– Na costa da Nova Zelândia se espera encontrar duas outras subespécies desse pássaro, a ave-das-tempestades de barriga preta e a de rosto branco – continuou.

– Mas o pássaro que vimos era realmente diferente. A parte de baixo dele é branca, com uma faixa preta, e as patas se projetam além da cauda- disse.

Thomas explicou que as aves-da-tempestade procriam em duas ilhas na região, a Little Barrier e a Great Barrier.

Em ambas, a existência de ratos, que se alimentam dos ovos das aves, teria feito a população delas cair. No entanto, Thomas acredita que a população de ratos está agora em declínio, dando aos pássaros a chance de se recuperar.