Empresas de ônibus são multadas por driblar o uso do Bilhete Único

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010 as 09:13, por: cdb

No terceiro dia de funcionamento do Bilhete Único, equipes do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) estiveram em Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias e Rio de Janeiro, para verificar se as empresas estão cumprindo os horários estabelecidos para as linhas urbanas. Ao todo, foram registradas 10 multas por descumprimento de horário, além de outras quatro por outras irregularidades encontradas.

A maioria dos problemas foi detectada na região de São Gonçalo e Niterói. Ao longo da manhã, os fiscais do Detro aplicaram 10 multas por descumprimento de quadro de horários no valor de R$ 625,39. Em Alcântara, a Coesa recebeu três multas na linha Alcântara – Passeio. A Viação Fagundes teve uma infração no trajeto Santa Isabel – Castelo. No terminal João Goulart, foram registradas três multas na linha Niterói – Venda das Pedras, operada pela Rio Ita. Na Central, a Trell também foi infracionada na linha Taquara – Central.

Já em Duque de Caxias, a Viação União recebeu duas infrações nas linhas Piabetá – Passeio e Passeio – Saracuruna.  Além disso, outras quatro irregularidades foram flagradas na ação. Em Niterói, dois ônibus, um da Viação Nossa Senhora do Amparo e outro da Viação 1001, foram infracionados por desembarcar passageiros em fila dupla. Na Central, a Evanil foi multada por operar ônibus urbano sem trocador. A Viação União teve um veículo apreendido por operar sem autorização do Detro.

As ouvidorias do Detro e da Secretaria Estadual de Transportes vêm recebendo diversas denúncias de que empresas estariam substituindo os ônibus convencionais, com duas portas e roleta, pelos rodoviários, os frescões, que não estão incluídos no sistema do Bilhete Único, logo não garantem o desconto subsidiado pelo Governo do Estado aos passageiros. Os Ônibus rodoviários (frescões), além de não aceitarem o Bilhete Único, operam com tarifa mais cara e não transportam as gratuidades previstas em lei – estudantes, idosos e deficientes físicos – por serem um serviço seletivo.

As reclamações devem ser feitas à ouvidoria do Detro, por meio do telefone, 2332-9535, ou pela ouvidoria da própria Secretaria de Transportes no número 2333-8664/2333-8665.