Empresário é acusado de tentar golpes de US$ 550 mil em consulados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de maio de 2003 as 17:03, por: cdb

A Delegacia Especializada de Atendimento ao Turista de São Paulo indiciou o empresário Paulo Sant’Anna, acusado de tentar aplicar golpes de US$ 550 mil em consulados na capital.

De acordo com a polícia, Sant’Anna se dizia autorizado pela Liga das Escolas de Samba de São Paulo e oferecia aos consulados que seus países fossem temas de sambas-enredos em 2004 por US$ 550 mil. Algumas propostas foram apreendidas pela polícia. Ele já tem passagens na polícia por estelionato.

O empresário depôs na última segunda-feira (5), mas negou a tentativa de estelionato. Sant’Anna disse que tentava captar patrocínios para três escolas de samba do grupo especial e apresentou à polícia documentos com a autorização. Entretanto, com o valor pago não havia o compromisso de representar o país na passarela.

Além disso, no próximo ano, o tema do Carnaval de São Paulo é único: os 450 anos da cidade.

– Pelo menos sete consulados teriam sido contatados por Sant’Anna, mas nenhum chegou a pagá-lo -, diz o delegado-titular Mário Moretti Jr, da delegacia de Proteção a Dignatários, Autoridades e Representantes Consulares, ligada à Delegacia de Atendimento ao Turista.

Segundo Moretti, o inquérito será encaminhado ainda nesta semana ao Ministério Público.