Empresa lança serviço para espionar rivais na Web

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de outubro de 2001 as 21:38, por: cdb

O diferencial que leva consumidores a visitarem e comprarem mais em alguns sites Web do que em outros. A razão pela qual usuários são atraídos mais por determinados portais do que por outros. Esse tipo de informação que pode valer ouro dentro da guerra pela conquista dos consumidores dentro da Internet e pode se transformar em uma grande fonte de renda para aqueles que conseguirem o acesso a tais dados. pedlo menos esse parece ser o o raciocínio por trás do lançamento do novo serviço anunciado pela norte-americana WebSideStory em parceria com a comScore Networks. Segundo as duas empresas, a novidade – batizada de HitBox Benchmarker – permite o estudo de parâmetros de tráfego Web dos concorrentes das empresas que contratarem o serviços e a comparação desses resultados com os de seus próprios sites.

De acordo com seus criadores, o HitBox Benchmarker é um serviço de assinatura que combina a tecnologia de análise de cliques da WebSideStory com as informações de navegação da comScore. O resultado, dizem as parceiras, permite a um banco, por exemplo, monitorar o seu próprio site, bem como os de seus rivais e então utilizar os dados coletados para direcionar melhor suas campanhas de marketing e publicidade.

As duas empresas garantem que os usuários podem visualizar uma série de variáveis, incluindo os principais caminhos percorridos em um site: o tempo gasto na página, as páginas mais requisitadas, domínios, URLs e ferramentas de busca consultadas, palavras-chave usadas pelos usuários, além de contadores de visitas e de notícias. Os resultados são apresentados pelo HitBox Benchmarker no formato de uma página Web.

Entre os clientes do novo serviço estão a loja de varejo americana Best Buy e a rede de hotelaria Starwood Hotels & Resorts. O preço do serviço começa em US$ 90 mil anuais para monitoração do site da própria companhia mais um site adicional pelo um período de um ano. Os usuários podem acrescentar sites pelo custo adicional anual de US$ 20 mil cada.