Empresa de Eike Batista descobre mais petróleo em Campos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 5 de março de 2010 as 11:17, por: cdb

A OGX – companhia do setor de petróleo e gás natural do Grupo Eike Batista – identificou a presença de hidrocarbonetos na seção albiana do poço 1-OGX-6-RJS, localizado no bloco BM-C-41, em águas rasas da parte sul da Bacia de Campos. A OGX detém 100% de participação neste bloco.

Até o momento, foi identificada uma coluna com hidrocarbonetos de aproximadamente 70 metros com net pay ao redor de 38 metros em reservatórios carbonáticos da seção albiana. Efeitos termobáricos associados aos vulcanismos da área contribuíram para otimizar as condições permo-porosas dos reservatórios. A perfuração da seção albiana continua em andamento e o poço será perfurado até a profundidade total estimada em 3.600 metros.

Também foram coletados dois testemunhos da rocha reservatório com espessura de mais de 50 metros visando obter informações sobre as características do reservatório para futuros projetos de delimitação, avaliação e desenvolvimento. Esses testemunhos e os perfis indicaram uma forte correlação entre os reservatórios albianos do OGX-6 (Etna), OGX-3 (Waimea) e OGX-2 (Pipeline).

O prospecto Etna está localizado 8,5 km a nordeste do prospecto Waimea e seus reservatórios estão 400 metros acima dos reservatórios do OGX-3.

– Isso nos leva a crer que podemos estar diante de uma mesma acumulação e que a província recentemente descoberta se estende também até o norte do bloco BM-C-41, ratificando o seu importantíssimo potencial petrolífero –, comentou Paulo Mendonça, Diretor Geral da OGX.

– Novas informações serão obtidas e poços adicionais serão perfurados, possibilitando um melhor mapeamento dos prospectos identificados nesta província –, acrescentou.

O poço OGX-6, localizado no bloco BM-C-41, se situa a aproximadamente 82 km da costa do estado do Rio de Janeiro, onde a lâmina d’água é de aproximadamente 137 metros. A sonda Ocean Quest, fornecida pela Diamond Offshore, iniciou as atividades de perfuração no dia 2 de fevereiro de 2010.