Empresa americana anuncia planos para o Brasil mesmo após atentados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de setembro de 2001 as 16:08, por: cdb

A norte-americana Vignette – uma empresa especializada em soluções para o comércio eletrônico – divulgou nesta quarta-feira sua estratégia para conquistar o mercado da América Latina. Os planos da empresa para a expansão, incluindo o lançamento de seu novo produto, foram divulgados durante uma coletiva realizada em Nova York (EUA) logo após o maior ataque terrorista sofrido pelos Estados Unidos.

Mesmo com todos os acontecimentos, a empresa conseguiu realizar a apresentação dos planos corporativos durante a manhã desta quarta-feira. O vice-presidente da companhia para a América Latina, Carlos Carreras, revelou durante a coletiva que espera que, até o fim de 2001, a Vignette consiga faturar cerca de 8 milhões de dólares na América Latina, sendo que o Brasil deverá ser responsável por 50% desse resultado.

O executivo pretende, com essa meta, fazer com que a América Latina represente pelo menos 5% do faturamento global da Vignette – que no ano passado foi de 367 milhões de dólares. “Estamos fazendo o caminho inverso de nossos concorrentes. Em vez de reduzir nossa presença no Brasil e na Argentina, nós estamos intensificando. , Na verdade, a crise é uma oportunidade para a nossa companhia”.

No Brasil a companhia tem nove clientes, incluindo o provedor de acesso gratuito iG e a Globo.com e reúne 1.850 clientes no mundo inteiro. O planejamento inclui ainda a nomeação de um country-manager para o escritório em São Paulo, que hoje agrupa oito funcionários, em 2002.

Segundo Carreras, uma das formas de conseguir alcançar essas metas é a aposta no novo produto lançado pela companhia, o V6. A novidade é uma plataforma de comércio eletrônico capaz de unificar todos os sistemas de um portal e administrar conteúdo, além de possibilitar que o portal conheça melhor o seu usuário, podendo traçar estratégias de qual a melhor forma para atingir o internauta. De acordo com o executivo, a Globo.com já está migrando para esse novo sistema.

O diretor de marketing de produtos, Jonathan Benbow, explica que o novo sistema pode administrar o conteúdo de um site, mas apresentando diferentes enfoques ao internauta, de acordo com seu interesse. “Antigamente tínhamos vários sistemas dentro de uma empresa. Aos poucos, foram sendo criados novos sistemas que integravam os antigos. É isso o que estamos fazendo, com a diferença que sabemos qual o interesse de cada internauta. O conteúdo é o mesmo, mas a sua experiência em utilizar o site nunca será a mesma de outro usuário.”

A Vignette prefere não divulgar números absolutos sobre o investimento feito para o V6, limitando-se a dizer que foram consumidos 80% da verba destinada a pesquisa e desenvolvimento na empresa apenas para a concepção do V6.