Empate no Rio dá liderança ao Azulão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 5 de outubro de 2002 as 23:05, por: cdb

Num jogo nervoso e bem disputado até o seu final, Botafogo e São Caetano empataram em 1 x 1, na tarde deste sábado, no Caio Martins, em Niterói. O resultado manteve o técnico Ivo Wortmann invicto no Glorioso e conduziu o Azulão à liderança do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos. O Juventude também tem 29 pontos, mas perde no saldo de gols.

Sem os dois laterais titulares (Bruno e Léo Inácio) e com dois desfalques de última hora. O zagueiro Cléberson e atacante Lúcio não se recuperaram das suas respectivas contusões e foram substituídos por Allan, que estreou com a camisa do Glorioso, e Dudu.

Desorganizado em campo no início da partida, o Botafogo parecia presa fácil para o Azulão, que quase abriu o placar logo aos 3min de jogo. Claudecir entrou livre na área alvinegra, chutou forte e Carlos Germano salvou o time com os pés.

Depois da oportunidade de gol desperdiçada, o jogo passou a ficar disputado entre as intermediárias e poucas chances de gol foram criadas. O Botafogo não conseguia furar a retranca do adversário e só conseguiu chutar a gol aos 30min, com Carlos Alberto espetando nas mãos do goleiro Sílvio Luiz.

Dois minutos depois, o lateral Rodrigo Fernandes, de apenas 18 anos, cruzou da direita para Ademílson, que cabeceou a bola para o fundo das redes: Botafogo 1 x 0. Foi o sétimo gol do artilheiro do time no Campeonato Brasileiro. “Esse gol foi importante, mas não tem nada ganho não”, afirmou o jogador.

E não estava mesmo. Com o resultado negativo, o São Caetano partiu com tudo no início do segundo tempo. Logo aos 2min, Robert concluiu um cruzamento da direita na trave direita de Carlos Germano. Aos 3min, Foi a vez de Claudecir chutar com perigo. Germano, bem colocado, evitou o empate.

O jogo pegou fogo de vez quando o Botafogo também partiu com tudo para cima. Aos 7min, Ademílson deu um pique de quase 50 metros em direção à linha de fundo e cruzou na área, mas Sílvio Luiz cortou a jogada com um soco na bola.

Aos 16min, o zagueiro Odvan cruzou para Galeano na área, que cabeceou forte. Mostrando uma grande forma, Sílvio Luiz fez uma defesa espetacular.

O jogo continuou lá e cá, com chances incríveis desperdiçadas dos dois lados, até que, aos 26min, o polivalente Claudecir cruzou da esquerda, o zagueiro Sandro ficou parado na área e Robert empatou a partida de cabeça: 1 x 1.

No final os dois times pareciam cansados e satisfeitos com o placar. O empate levou o Botafogo aos 18 pontos na tabela de classificação. O próximo jogo será nesta terça-feira, contra o Grêmio, em Porto Alegre.

BOTAFOGO 1 x 1 SÃO CAETANO

Botafogo
Carlos Germano; Odvan, Sandro e Allan; Rodrigo Fernandes, Galeano, Carlos Alberto, Reinaldo e Rubens Júnior; Dudu (Daniel) e Ademílson
Técnico: Ivo Wortmann

São Caetano
Sílvio Luiz; Marlon, Daniel (Lúcio), Dininho e Serginho; Fábio Santos (Luis Carlos Capixaba), Claudecir, Adãozinho (Iriney) e Magrão; Adhemar e Robert
Técnico: Mário Sérgio

Data: 5/10/2002 (sábado)
Local: estádio Caio Martins, em Niterói
Juiz: Antônio Pereira da Silva (Fifa-GO)
Gols: Ademílson, aos 32, do primeiro tempo e Robert, aos 26min do segundo tempo