Empate com Santos distancia o Fla da Libertadores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 20 de novembro de 2015 as 14:39, por: cdb

Por Redação, com ARN – do Rio de Janeiro:

O Flamengo buscou a vitória na Vila Belmiro, mas acabou com um empate sem gols diante do Santos. Apesar de ter o domínio aparente do jogo, o Rubro-Negro carioca não conseguiu abrir o placar contra o alvinegro e agora volta suas forças para enfrentar a Ponte Preta, no Mané Garrincha, no próximo domingo.

O empate empurrou o time para 11º colocação e quase sem chances de disputar a Copa Libertadores do ano que vem, e agora vai praticamente cumprir tabela nas três rodadas finais do Brasileiro.

A equipe rubro-negra começou impondo seu ritmo logo no primeiro tempo. Aos seis minutos, Pará levou perigo do lado direito, mas foi desarmado pela zaga santista. Logo depois, a defesa alvinegra conseguiu tirar a bola antes da chegada de Gabriel, em perigoso cruzamento de Jorge. Aos 15 minutos, Kayke conseguiu receber livre e chutou para defesa de Vanderlei. O goleiro santista voltaria a aparecer dois minutos depois em chute de Gabriel, garantindo o empate sem gols no primeiro tempo.

O empate empurrou o time para 11º colocação e quase sem chances de disputar a Copa Libertadores do ano que vem
O empate empurrou o time para 11º colocação e quase sem chances de disputar a Copa Libertadores do ano que vem

No segundo tempo, o técnico Oswaldo de Oliveira colocou Guerrero no lugar de Kayke, mas foi prejudicado ao ter que substituir Pará, contundido, por Ayrton. A equipe seguiu buscando o primeiro gol, mas esbarrava na boa atuação do goleiro santista. Aos 41 e aos 43, Guerrero e Canteros quase marcaram, mas pararam nas defesas de Vanderlei. Aos 47 minutos, o árbitro Heber Roberto Lopes expulsou Jorge após dar o segundo amarelo. Três minutos depois, o apito final na Vila decretou o empate.

Eleito o melhor jogador do empate sem gols entre Flamengo e Santos na Vila Belmiro, o atacante Emerson pediu que a equipe mantenha o foco na reta final do Brasileiro. Após a saída de campo do jogo de quinta-feira, ele falou sobre o espírito que o elenco do Mais Querido deve ter.

– Temos que honrar o Flamengo, mesmo que as chances sejam remotas. Temos que jogar as últimas partidas como se fossem finais – declarou o camisa 11.

Vasco cede empate

O Corínthians do técnico Tite é hexacampeeão brasileiro, título que conquistou na noite de quinta-feira ao empatar de 1 a 1 com o Vasco em jogo realizado num estádio de São Januário lotado pela torcida vascaina, que foi dar força ao time que tenta sair da zona de rebaixamento, e ajudado pelo São Paulo, que venceu o vice colocado Atlético-MG por 4 a 2 no Morumbi. O time da casa teve uma grande atuação e até saiu na frente com Júlio César, mas acabou sofrendo o empate no fim, gol de Wagner Love.

O Corínthians começou a partida dando campo ao Vasco, que dominava o jogo, mas errava no último passe e pouco ou quase nenhum trabalho deu ao goleirio Cássio. Mas o Corínthians só chutou em gol aos 29 minutos, com Renato Augusto, que foi lançado por Jadson e, da entrada da grande área, arrematou com perigo. A bola saiu à esquerda da meta defendida por Martín Silva. Pouco tempo, aos 33, Jadson apareceu novamente. Dessa vez, o camisa 10 encontrou Vágner Love na grande área e o viu finalizar para longe do gol. Aos 46 minutos, o time corinthiano acertou a meta, em cobrança de falta de Jadson, mas Martín Silva apareceu para evitar o gol.

Necessitando da vitória para se manter vivo no Brasileirão, o Vasco se lançou ao ataque nos primeiros minutos do segundo tempo. Aos 11, Rafael Silva deu um lindo lançamento para Madson. O lateral-direito partiu para cima do marcador, invadiu a área e finalizou por cima da meta de Cássio. Pouco tempo depois, aos 14, foi a vez de Diguinho cruzar e Riascos cabecear para fora. O Corinthians respondeu aos 22 minutos, em arremate de Rodriguinho. As investidas do alvinegro paulista não intimidaram o Vasco. A prova disso foi dada aos 27 minutos, quando Júlio César tabelou com Nenê e tocou na saída de Cássio para inaugurar o placar na Colina Histórica: Vasco 1 x 0.  Em desvantagem e com um jogador a mais – Rodrigo foi expulso – o líder do Brasileirão foi em busca da igualdade. Aos 30, Edílson cruzou, Vágner Love furou e Lucca mandou para fora. De tanto tentar, o Corinthians conseguiu empatar no minuto seguinte. Na ocasião, Edílson escapou pela direita e cruzou na cabeça de Lucca. O meia-atacante mandou para dentro da grande área e Vágner Love empurrou para o fundo das redes: Corínthians 1 a 1.