Em visita à Bósnia, Papa pede perdão e tolerância

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 22 de junho de 2003 as 16:44, por: cdb

Durante uma missa na majoritariamente ortodoxa cidade de Banja Luka, o papa João Paulo 2º pediu perdão pelo “sofrimento e derramamento de sangue” causado por católicos romanos e outros na Bósnia-Herzegovina.

Ele falou para 45 mil pelegrinos em uma missa ao ar livre para beatificar um bósnio que militou para a Igreja na década de 20. No sermão, o papa pediu reconciliação religiosa e tolerância.

Milhares de católicos foram forçados a sair da cidade de Banja Luka durante a guerra e, depois de dez anos, poucos retornaram.

João Paulo 2º pediu que croatas católicos, sérvios ortodoxos e muçulmanos abram seus corações, esqueçam suas diferenças e comecem uma duradoura sociedade multiétnica. Dezenas de dançarinos com roupas típicas receberam o papa logo no aeroporto.

Na chegada, ele disse que a comunidade internacional havia feito muito para reconstruir o país, mas que deveria continuar por perto para criar uma segurança completa com justiça e harmonia.

Ele afirmou que o povo da Bósnia ainda sofre, mas que um novo começo é possível se as diferentes comunidades puderem encontrar a mudança em seus corações.