Em protesto em frente ao Ministério do Planejamento, sem-terra pedem rapidez na reforma agrária

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 19 de abril de 2012 as 08:20, por: cdb

Lourenço Canuto
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) passarão o dia no estacionamento do Ministério do Planejamento. Eles seguram faixas em que cobram do governo federal rapidez na reforma agrária. Eles reclamaram, pelo carro do som, do contingenciamento de recursos para a reforma agrária e pediram agilidade no assentamento dos 170 mil acampados sem terra, em todas as regiões do país.

Os manifestantes aguardam resposta do governo federal às suas reivindicações. Na terça-feira (17), o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, informou a representantes do movimento que eles receberão resposta na tarde de hoje (19).

Por volta das 8h30, trabalhadores rurais seguiram em marcha pelo Eixo Monumental até chegar ao Ministério do Planejamento. A atividade faz parte da mobilização conhecida como Abril Vermelho.

Edição: Juliana Andrade