Em Moscou, manifestantes vão às ruas contra eleição de Putin

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 10 de março de 2012 as 07:08, por: cdb

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A capital da Rússia, Moscou, amanheceu hoje (10) com policiais nas principais áreas. O objetivo é conter as manifestações programadas contra as eleições presidenciais. Na semana passada,  o primeiro-ministro e ex-presidente Vladimir Putin foi eleito para a Presidência da República. Mas há suspeitas de irregularidades no processo eleitoral. Putin nega as acusações.

No centro de Moscou, dezenas de policiais e veículos militares estão posicionados próximo à Avenida Novyi Arbat – área na qual o protesto deve se concentrar. Putin conversou ontem (9) com o presidente dos Estados Unidos,, Barack Obama.

Na conversa, segundo informações divulgadas, Obama e Putin reconheceram que durante a campanha russa houve uma elevação no tom de animosidade entre os dois países, mas que a Rússia e os Estados Unidos precisam trabalhar juntos de agora em diante.

A eleição de Putin foi confirmada sob uma onda de protestos e suspeitas.  Pelos resultados, ele conquistou cerca de 64% dos votos. O segundo colocado nas eleições, o comunista Gennady Zyugannov, conquistou 17,9% dos votos, e condenou o resultado. De acordo com ele, o resultado mostra que a eleição foi ”injusta e indigna”.

Ao assumir a Presidência da Rússia, Putin está cercado pela expectativa de promover mudanças no cenário político. O bilionário Mikhail Prokhoro, um dos candidatos da oposição, disse estar preocupado com possíveis violações ocorridas nessa disputa eleitoral. Ele preparou um dossiê sobre o assunto.

*Com informações da BBC Brasil//Edição: Graça Adjuto