Em Michigan, Romney enfrenta a hora da verdade

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 06:37, por: cdb

Em Michigan, Romney enfrenta a hora da verdade

Por Steve Holland

SOUTHFIELD, Estados Unidos, 28 Fev (Reuters) – Mitt Romney enfrenta na terça-feira o dia da verdade na eleição primária de Michigan, em que pode dar um passo importante rumo à indicação republicana à Casa Branca, ou então sofrer uma derrota humilhante.

Romney foi nascido e criado em Michigan, onde seu pai foi um popular governador. Mas o eleitorado conservador local ameaça entregar o Estado a Rick Santorum, que aparece em empate técnico com Romney nas últimas pesquisas.

Terça-feira é dia de eleição primária também no Arizona, onde Romney tem uma confortável vantagem.

Mas todos os olhos estão voltados para Michigan, porque uma vitória de Santorum na “casa” do adversário colocaria em xeque a candidatura de Romney a uma semana da chamada “Super-Terça”, quando dez Estados realizam suas disputas.

“Vou vencer em Michigan e vou vencer em todo o país”, disse Romney na segunda-feira.

Mas seus assessores, cogitando a possibilidade de uma derrota, acreditam que Romney poderia sobreviver a uma derrota em Michigan, por causa do prolongado processo da indicação partidária neste ano.

“O importante é que a gente quer ganhar, mas, se não ganharmos, não é tão devastador quanto vocês querem fazer”, disse um importante estrategista da campanha.

Santorum se tornou competitivo em Michigan ao promover suas posições conservadoras a respeito de questões sociais, e enfatizando a necessidade de reconstruir a base industrial do Estado, muito atingido pela atual crise econômica nos EUA.

“Temos viajado por todo o Estado, e estou realmente animado com a resposta. Acho que vamos surpreender algumas pessoas amanhã à noite”, disse Santorum na segunda-feira.

Uma vitória de Santorum em Michigan poderia deixar a disputa de pernas para o ar, e levar a cúpula republicana a buscar um novo candidato para enfrentar o presidente Barack Obama na eleição de novembro, já que muitos dirigentes acham que um candidato com fortes posições religiosas conservadoras, como Santorum, seria inviável.

Um fator imprevisível em Michigan é a possibilidade de democratas votarem na primária republicana. Esse grupo poderia votar em Santorum só para atrapalhar Romney, considerado um candidato com mais chances de vencer Obama na eleição geral.

(Reportagem adicional de Sam Youngman)

Reuters