Em comunicado, Daimler confirma venda da Chrysler para Cerberus

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 14 de maio de 2007 as 17:23, por: cdb

Em comunicado oficial a DaimlerChrysler confirmou nesta segunda-feira que pretende vender 80,1% da Chrysler para o grupo de private equity (fundo que compra participações em empresas) Cerberus Capital Management. O acordo vai resultar em um fluxo de caixa de 500 milhões de euros para a DaimlerChrysler, além de retirar de seu balanço passivos estimados em US$ 18 bilhões referentes ao fundo de pensão e plano de saúde da norte-americana Chrysler.

De acordo com o comunicado, o acordo ainda será submetido à aprovação do seu conselho supervisor, mas tem recebido o apoio do poderoso sindicato United Auto Workers (UAW). A companhia espera fechar o negócio no terceiro trimestre.

– A transação com a Cerberus atende aos melhores interesses dos membros da UAW, da Chrysler Group e da Daimler -, afirmou o presidente do UAW, Ron Gettelfinger.

Gettelfinger disse ainda que “em 2007, o lucro líquido da DaimlerChrysler será reduzido “entre 3 bilhões de euros a 4 bilhões de euros em média”.

O negócio marca o fim da fusão, firmada em 1998, entre a alemã Daimler-Benz e a Chrysler, de Detroit, em um dos acordos mais espetaculares na indústria automotiva. A Daimler pagou US$ 36 bilhões pela Chrysler, no que definiu na época como uma “fusão entre iguais”.

A venda acontece em meio à crescente insatisfação entre os acionistas do grupo sobre a performance financeira da Chrysler, em particular no super competitivo mercado norte-americano.

Os outros interessados na Chrysler eram a canadense Magna International e um consórcio da Blackstone Group com a Centerbridge Capital Partners. O bilionário Kirk Kerkorian, que no mês passado ofereceu US$ 4,5 bilhões pela Chrysler, foi mantido fora do processo. As informações são da Dow Jones.