Em 50 anos, Brasil, Rússia, China e Índia dominarão a economia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 26 de dezembro de 2003 as 19:41, por: cdb

Brasil, Rússia, China e Índia poderão dominar a economia mundial dentro de 50 anos, com um Produto Interno Bruto (PIB) superior ao dos Estados Unidos, Japão e importantes países europeus, indica nesta sexta-feira um estudo do banco Goldman Sachs.

“Se sua evolução atual continuar favoravelmente, o grupo Brasil-Rússia-Índia-China (denominado “BRICs”) poderá em 2050 ultrapassar economicamente o grupo dos seis países mais ricos (G-6), formado por Estados Unidos, Japão, Grã-Bretanha, França, Alemanha e Itália”, destaca o estudo.

“Estas projeções supõem que o grupo BRICs mantenha políticas e desenvolva instituições que sustentem o crescimento, o que significa que há uma grande probabilidade de que elas não se confirmem em caso de políticas ruins ou falta de sorte”, adverte o Goldman Sachs.

Em 2050, segundo as projeções, a China será a maior economia mundial (por seu PIB), à frente de Estados Unidos, Índia, Japão, Brasil, Rússia, Grã-Bretanha, Alemanha, França e Itália. Em 2000, os Estados Unidos estavam à frente de Japão, Alemanha, Grã-Bretanha, França, Itália, China, Brasil, Índia e Rússia, lembra o estudo, feito com base em projeções demográficas e econômicas.

Em 2025, a economia dos quatro BRICs deverá representar 50% da do G-6 em dólares, contra menos de 15% atualmente, destaca o documento, chamado “BRICs: o Caminho para 2050”.