Em 5 meses, balança comercial tem saldo de US$ 8,5 bilhões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 2 de junho de 2011 as 13:00, por: cdb

Entre janeiro e maio de 2011, a balança comercial brasileira registrou um saldo positivo de US$ 8,558 bilhões. Em 103 dias úteis, a média diária ficou em US$ 83,1 milhões. O valor é 51% maior, na comparação com a média diária, que o registrado no mesmo período do ano passado, quando ocorreu superávit de US$ 5,613 bilhões e média diária de US$ 55 milhões.Os números do comércio exterior foram divulgados nesta quarta-feira (1/6), pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). No ano, as exportações e importações aumentaram, na mesma comparação. Nos primeiros cinco meses de 2011, foram exportados US$ 94,616 bilhões — média diária de US$ 918,6 milhões —, frente aos US$ 72,093 bilhões (média diária de US$ 706,8 milhões) do mesmo período de 2010, com crescimento de 30% na média diária.

Já nas importações, houve aumento de 28,2% na média em comparação com os cinco primeiros meses do ano passado, passando de US$ 66,480 bilhões (média diária de US$ 651,8 milhões) para US$ 86,058 bilhões (média diária de US$ 835,5 milhões), neste ano.

Em consequência, a média diária da corrente de comércio cresceu 29,1%. Os valores passaram de US$ 138,573 bilhões (média diária de US$ 1,358 bilhão) para US$ 180,674 bilhões (média diária de US$ 1,754 bilhão), em 2011.

Em maio – com 22 dias úteis —, as exportações brasileiras foram de US$ 23,211 bilhões (média diária de US$ 1,055 bilhão) e as importações, de US$ 19,682 bilhões (média diária de US$ 894,6 milhões). A corrente de comércio (soma das duas operações) totalizou US$ 42,893 bilhões (média diária de US$ 1,949 bilhão) e houve um superávit (diferença entre exportações e importações) de US$ 3,529 bilhões (média diária de US$ 160,4 milhões).

Na comparação pela média diária de maio do ano passado (US$ 843 milhões), as exportações aumentaram 25,2%. Em relação às importações (média diária de US$ 678,8 milhões), o crescimento foi de 31,8% neste comparativo. A média diária do saldo comercial (US$ 164,2 milhões) diminuiu 2,3% frente ao mesmo período.

No comparativo com a média diária de exportações registrada em abril deste ano (US$ 1,061 bilhão), houve queda de 0,6%. A média diária das importações também reduziu 7,2% sobre a de abril (US$ 963,7 milhões), mas o saldo comercial teve aumento de 63,6%, na comparação com a média diária do mesmo mês (US$ 98,1 milhões).

Em relação à corrente de comércio, pela média diária, houve aumento de 28,1% na comparação entre maio deste ano e o mesmo mês de 2010 (média de US$ 1,521 bilhão) e retração de 3,7% no comparativo com abril passado (média de US$ 2,025 bilhões).

Semanas – A quarta semana do mês – cinco dias úteis (23 a 29) – teve superávit de US$ 320 milhões (média diária de US$ 64 milhões). No período, as exportações foram de US$ 4,783 bilhões (média diária de US$ 956,6 milhões) e as importações, de US$ 4,463 bilhões (média diária de US$ 892,6 milhões). A corrente de comércio alcançou US$ 9,246 bilhões (média diária de US$ 1,849 bilhão).

Os dois dias úteis (30 e 31) da quinta semana de maio registraram saldo positivo de US$ 463 milhões (média de US$ 231,5 milhões). Os embarques ao exterior somaram US$ 2,163 bilhões (média de US$ 1,081 bilhão) e as aquisições no mercado externo foram de US$ 1,700 bilhão (média de US$ 850 milhões). A corrente de comércio totalizou US$ 3,863 bilhões, com média diária de US$ 1,931 bilhão.

Fonte: Blog do Planalto