Eleito em São Gonçalo vai gerir cidade com PIB de R$ 9,6 bilhões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 23 de outubro de 2012 as 07:43, por: cdb

Vitor Abdala
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – No segundo maior colégio eleitoral do Rio de Janeiro, 665 mil eleitores vão decidir entre Adolfo Konder (PDT) e Neilton Mulim (PR) neste segundo turno das eleições para a prefeitura. Konder, apoiado por dez partidos políticos, obteve a maior quantidade de votos no primeiro turno das eleições: 192,7 mil ou 41,65%.

Liderando uma coligação de cinco partidos, Mulim ficou com a segunda vaga para o turno decisivo das eleições, ao receber 116,7 mil votos (25,22%). Mais de 121 mil eleitores (18,27%) não compareceram para votar no primeiro turno e 81 mil (12,18% do eleitorado) votaram em branco ou nulo.

São Gonçalo desmembrou-se de Niterói em 1890 e foi elevado à categoria de cidade em 1922. O município tem um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 9,6 bilhões, concentrado basicamente no setor de serviços, ocupando o 46º lugar no ranking das economias municipais do país e o quinto lugar no estado, de acordo com dados de 2009 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar de ter uma economia parecida com a de Niterói, São Gonçalo apresenta problemas sociais maiores do que os do município vizinho. A incidência de pobreza, por exemplo, é pelo menos três vezes maior do que a de Niterói, segundo o IBGE.

Edição: Talita Cavalcante