EI assume atentado a tiros em shopping de Munique

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 22 de julho de 2016 as 14:32, por: cdb

Através do Twitter, autoridades solicitaram à população para evitar a área próxima ao ataque em Munique

Por Redação, com Agências de Notícias – de Berlim:

Um tiroteio, nesta sexta-feira, em um centro comercial de Munique, na Alemanha, próximo ao parque olímpico da cidade, deixou, ao menos 15 mortos. A informação foi divulgada pelo jornal Bild. Os esquadrões da polícia reforçaram a área do incidente e evacuaram o local. O grupo extremista Estado Islâmico já reivindicou o atentado.

Minuque
A imprensa alemã divulga o número de 15 mortos até o início da tarde desta sexta-feira

De acordo com a imprensa, o transporte público nos arredores já foi suspenso. O metrô não para mais na estação do shopping e os ônibus pararam de circular por perto. O ataque provocou uma fuga em massa das pessoas que estavam no edifício.

Através do Twitter, autoridades solicitaram à população para evitar a área, mesmo com o término da operação policial. Há relatos de, pelo menos, 30 tiros ouvidos no local.

Há informações, ainda não confirmadas, de que um segundo ataque tenha ocorrido próximo ao shopping.

O shopping foi interditado, e funcionários das lojas orientados a fechar as portas e permanecer dentro das lojas. Um helicóptero da polícia sobrevoava o local. A agência de notícias alemã DPA relata que a polícia diz que o tiroteio pode ter deixado “muitos mortos”, e que a polícia procura suspeitos de envolvimento no caso. Em recente comunicado, a polícia já fala em três mortos.

Segundo a agência, o tiroteio começou em um restaurante do shopping pouco antes das 18h (13h em Brasília). O shopping Olympia fica no norte de Munique, próximo ao estádio Olímpico, no bairro Moosach.

A Alemanha registrou um incidente violento há menos de uma semana. Um garoto afegão de 17 anos que buscava asilo na Europa realizou um ataque num trem com um machado e uma faca. Segundo a polícia, ele parece ter agido sozinho, incitado por propaganda islâmica extremista. Cinco pessoas ficaram feridas no atentado próximo a Wuerzburg, incluindo quatro membros de uma família de Hong Kong. Dois deles permanecem em estado crítico.

Comments are closed.