Economistas dizem que China enfrentará nova pressão de inflação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de dezembro de 2012 as 13:47, por: cdb

O crescimento dos preços ao consumidor deve acelerar no próximo ano devido a uma amplamente esperada recuperação econômica e injeção de liquidez a nível mundial, de acordo com previsões de economistas e instituições financeiras.
O índice dos preços ao consumidor pode entrar em um ciclo de alta no próximo ano, embora o ritmo de crescimento seja moderado, disse Hu Chi, pesquisador do Centro de Pesquisa da Comissão de Supervisão e Administração de Ativos Estatais.

Dados oficiais divulgados no domingo (9) mostram que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), principal indicador da inflação da China, cresceu 2% em novembro em termos anuais, representando uma alta de 1,7% em setembro, devido à alta dos preços dos alimentos.

O pesquisador disse que o governo não pode aliviar o controle sobre a inflação, porque o aumento dos preços ganhará motor com a recuperação da economia.

O aumento crescente do IPC encerrou a tendência geral de queda registrada desde julho do ano passado, quando a inflação atingiu uma alta de 37 meses de 6,5% devido às medidas de estímulo introduzidas pelo governo para tratar da crise de 2008.

Segundo um relatório do Banco de Comunicações, o banco prevê que o índice de inflação deve aumentar levemente no próximo ano. O relatório diz que o IPC poderá crescer 2,4% em termos anuais no primeiro trimestre de 2013, mais alto que o registrado no último trimestre de 2012.

Fonte: Rádio Internacional da China

 

..