Economista processa União por estar desempregado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 9 de outubro de 2002 as 20:28, por: cdb

Depois de estar há oito anos desempregado, o economista Júlio César
Furtado Mourão, de 45 anos, resolveu apelar para a Justiça. Ele
entrou no último mês com uma ação no Juizado Especial Federal contra
a União. Ele acusa o próprio presidente da República de ser o
responsável por ele estar for a do mercado de trabalho. Para ele,
Fernando Herique Cardoso não foi competente o suficiente para
administrar a economia do País e garantir emprego para todos. Como
não pôde mover a ação contra a pessoa do presidente, ele teve que
entrar com a ação contra a União.

Este é o primeiro caso de um processo contra a União por esse
motivo. O desempregado perdeu a ação em 1ª instância mas afirma que
vai recorrer. Mesmo tendo perdido, Júlio César afirma que não vai
desistir. Ele quer 60 salários mínimos para ressarcir todas as perdas
do período em que está desempregado. Para ele, o mais importante não
é a indenização que poderia receber se ganhasse a ação. Ele quer
também mobilizar a sociedade para a existência do problema e criar
uma reação.