eBay pressiona UE para reavaliar restrições a vendas na Web

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010 as 12:31, por: cdb

O site de leilões eBay pediu às agências reguladoras europeias que desistam da exigência de que varejistas online tenham lojas físicas, advertindo que a medida pode prejudicar pequenas empresas, aumentar os preços e reprimir o setor de comércio online. De acordo com uma proposta de regulamentação da Comissão Europeia, fornecedores podem exigir que distribuidores tenham uma loja física antes de poderem vender seus produtos na Internet.

As regras propostas substituiriam a atual regulamentação, que isenta empresas das rigorosas regras antitruste da União Europeia, que vencem no final de maio, em algumas circunstâncias.

A exigência de uma loja física para essas empresas prejudicaria o crescimento do comércio online da Europa na próxima década, bem no momento em que esta se encontra em sua “adolescência”, disse o vice-presidente do eBay, Tod Cohen, a jornalistas.

“A direção geral do texto é muito positiva para o setor. (Mas) essa exigência de loja física não é consistente”, disse ele, afirmando que a restrição beneficiaria grandes varejistas às custas de pequenas empresas.

Já as donas das marcas –geralmente de luxo– afirmam que a medida é necessária para acabar com concorrentes que se beneficiam de suas promoções, transferindo seu estoque para a Web usando os produtos e serviços da marca como publicidade.

Já que esses comerciantes não têm gastos com uma loja física, eles podem frequentemente oferecer produtos de marca na Internet com descontos.