Dynamo de Kiev é punido com jogos de portões fechados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de novembro de 2015 as 14:53, por: cdb

Por Redação, com Reuters – de Londres:

O Dynamo de Kiev será obrigado a jogar os dois próximos jogos de competições europeias em casa com portões fechados após comportamentos racistas e distúrbios causados pelos torcedores na partida contra o Chelsea no mês passado.

O time campeão ucraniano também foi multado em 100 mil euros pelos incidentes na Liga dos Campeões pelo painel disciplinar da Uefa.

Caso o ato seja repetido nos próximos três anos, o time terá que jogar um terceiro jogo sem torcida, informou a Uefa.

O time campeão ucraniano também foi multado em 100 mil euros pelos incidentes na Liga dos Campeões pelo painel disciplinar da Uefa
O time campeão ucraniano também foi multado em 100 mil euros pelos incidentes na Liga dos Campeões pelo painel disciplinar da Uefa

A Uefa informou que as sanções foram feitas por conta de comportamentos racistas, distúrbios na multidão e escadas bloqueadas durante a partida de 20 de outubro, que terminou em empate no Estádio Olympiyskiy.

As acusações foram feitas após ataques prolongados contra torcedores negros serem filmados por câmeras da Fare, órgão antidiscriminação Futebol Contra o Racismo na Europa.

Manchester City

 

O goleiro Joe Hart, disse que o Manchester City deve acreditar que pode ganhar a Liga dos Campeões, após o time inglês se classificar para as oitavas de final com dois jogos de antecedência.

Desde a temporada 2011-2012, quando o City se classificou para a Liga dos Campeões pela primeira vez, o clube foi eliminado duas vezes na fase de grupos e eliminado nas oitavas de final pelo Barcelona nas duas temporadas passadas.

No entanto, Hart diz que está otimista com as chances do time na Liga dos Campeões desta vez, e espera levar o sucesso da Liga Inglesa para a competição europeia.

– Estamos seguindo na direção certa. Mas precisamos ter a mentalidade de que querer ganhar a competição, essa é a única mentalidade que podemos ter – disse o goleiro inglês ao Daily Telegraph.

– Precisamos estar focados. Estamos lutando em uma das divisões mais fortes do mundo e estamos próximos ao topo, então não há razão para não competirmos – acrescentou.

O City enfrenta a Juventus em Turim nesta quarta-feira, sabendo que uma vitória iria garantir a liderança do Grupo D.