Dutra e CEF anunciam mudanças nos programas de habitação popular

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 9 de abril de 2003 as 14:06, por: cdb

O ministro das Cidades, Olívio Dutra e o presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, anunciaram, nesta quarta-feira, mudanças em programas de habitação popular.

A ênfase foi no Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PSH), com recursos de R$ 350 milhões do Orçamento Geral da União, suficientes para 44 mil imóveis. O financiamento seria um complemento a capacidade financeira das famílias beneficiadas.

A Caixa introduziu ajustes no programa, como aumento do valor mínimo de investimento de R$ 10 mil para R$ 21 mil nas regiões metropolitanas, e R$ 16 mil nas demais regiões. A renda máxima das famílias que podem ser beneficiadas passou de R$ 580,00 para R$ 720,00.

O valor do subsídio explícito em recursos do contribuinte também subiu de R$ 4,5 mil para R$ 6 mil nas regiões metropolitanas. Os recursos serão direcionados de acordo com o perfil do déficit habitacional de cada estados. O Ministério das Cidades vai hierarquizar os pedidos.

No PSH, os projetos imobiliários são realizados em parceria com governos estaduais e municipais, o que possibilita reduzir o custo médio de cada unidade. A previsão é de que a Caixa feche 2003 com 63.636 moradias financiadas por meio do PSH.