Duhalde afirma que Menem será “nocauteado” no segundo turno

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de maio de 2003 as 10:49, por: cdb

O presidente argentino, Eduardo Duhalde, afirmou nesta terça-feira que o presidenciável Carlos Menem tem duas opções: retirar sua candidatura ao segundo turno ou ser humilhado pela derrota.

– Menem tem duas possibilidades, como no boxe. É perder por desistência ou perder por nocaute – disse ele em entrevista a um canal de televisão.

Os dois têm suas diferenças desde que Duhalde acusou Menem de ter sabotado sua candidatura à Presidência em 1999, quando foi derrotado por Fernando de la Rúa.

Este ano, Duhalde decidiu apoiar o governador da província de Santa Cruz, Néstor Kirchner. As pesquisas de opinião indicam que Kirchner sairá vitorioso na disputa com Menem em 18 de maio.

Na segunda-feira, surgiram rumores no meio político de que Menem estaria pensando em se retirar da corrida presidencial para evitar perder a primeira eleição de sua vida. Ele disse à noite, no entanto, que “apenas um bêbado pensaria nisso”.

Duhalde, por sua vez, insistiu na versão.

– Menem tem sua vida muito ligada ao poder, se ele vê que não pode conseguir, pode tomar uma decisão como essa.

As últimas sondagens de intenção de voto indicam que Kirchner ganharia o segundo turno com mais de 60 por cento dos votos.