Dr. Jack Kevorkian, defensor da eutanásia, será tema de filme

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 10 de outubro de 2004 as 15:04, por: cdb

O Dr. Jack Kevorkian, defensor da morte assistida, quando o paciente comete suicídio com assistência médica, será tema de um longa-metragem. Kevorkian está cumprindo pena de prisão de 10 a 25 anos.

O filme representa a primeira vez que o médico, que foi condenado em 1999 por homicídio duplamente qualificado e está cumprindo pena numa penitenciária de segurança máxima no Michigan, autoriza um projeto de mídia em torno de sua vida e de seu trabalho.

Barbara Kopple vai dirigir o filme para o produtor Steve Jones, cuja produtora Bee Holder comprou os direitos sobre uma biografia ainda inédita.

Kevorkian está escrevendo o livro em cooperação com Neal Nicol, seu assistente há 25 anos, e Harry Wylie, um amigo de longa data. Os produtores buscam um roteirista para o filme.

O médico ajudou mais de 150 pessoas a cometer suicídio e derrotou o sistema judiciário do Michigan várias vezes, mas foi condenado depois de enviar ao programa “60 Minutos”, por iniciativa própria, uma fita de vídeo em que aparecia ajudando um doente terminal a cometer eutanásia.

Ganhadora do Oscar por seus documentários “Harlan County, Tragédia Americana” e “American Dream”, Barbara Kopple completou recentemente as filmagens de sua estréia na direção de um longa narrativo, “Havoc”, com Anne Hathaweay e Bijou Phillips.